Warning: is_readable(): open_basedir restriction in effect. File(E:\Inetpub\vhosts\andmonpugs.com.br\httpdocs\blog/wp-content/plugins/widgetkit/languages/widgetkit-?WPLANG?, ?pt_BR? Leia mais no Oficina da Net: Como traduzir o wordpress para português.mo) is not within the allowed path(s): (E:/Inetpub/vhosts/andmonpugs.com.br\;C:\Windows\Temp\) in E:\Inetpub\vhosts\andmonpugs.com.br\httpdocs\blog\wp-includes\l10n.php on line 339

Warning: is_readable(): open_basedir restriction in effect. File(E:\Inetpub\vhosts\andmonpugs.com.br\httpdocs\blog/wp-content/plugins/like-box-widget-for-facebook/like-box-widget-for-facebook-?WPLANG?, ?pt_BR? Leia mais no Oficina da Net: Como traduzir o wordpress para português.mo) is not within the allowed path(s): (E:/Inetpub/vhosts/andmonpugs.com.br\;C:\Windows\Temp\) in E:\Inetpub\vhosts\andmonpugs.com.br\httpdocs\blog\wp-includes\l10n.php on line 339

Warning: is_readable(): open_basedir restriction in effect. File(E:\Inetpub\vhosts\andmonpugs.com.br\httpdocs\blog/wp-content/languages/?WPLANG?, ?pt_BR? Leia mais no Oficina da Net: Como traduzir o wordpress para português.mo) is not within the allowed path(s): (E:/Inetpub/vhosts/andmonpugs.com.br\;C:\Windows\Temp\) in E:\Inetpub\vhosts\andmonpugs.com.br\httpdocs\blog\wp-includes\l10n.php on line 339

Warning: is_readable(): open_basedir restriction in effect. File(E:\Inetpub\vhosts\andmonpugs.com.br\httpdocs\blog/wp-content/languages/?WPLANG?, ?pt_BR? Leia mais no Oficina da Net: Como traduzir o wordpress para português.php) is not within the allowed path(s): (E:/Inetpub/vhosts/andmonpugs.com.br\;C:\Windows\Temp\) in E:\Inetpub\vhosts\andmonpugs.com.br\httpdocs\blog\wp-settings.php on line 272

Warning: is_readable(): open_basedir restriction in effect. File(E:\Inetpub\vhosts\andmonpugs.com.br\httpdocs\blog/wp-content/plugins/jetpack/languages/jetpack-?WPLANG?, ?pt_BR? Leia mais no Oficina da Net: Como traduzir o wordpress para português.mo) is not within the allowed path(s): (E:/Inetpub/vhosts/andmonpugs.com.br\;C:\Windows\Temp\) in E:\Inetpub\vhosts\andmonpugs.com.br\httpdocs\blog\wp-includes\l10n.php on line 339
Trajetória de vida de Clodovil e sua Paixão por Pug :
Warning: file_exists(): open_basedir restriction in effect. File(E:\Inetpub\vhosts\andmonpugs.com.br\httpdocs\blog/wp-content/themes/Prado/?WPLANG?, ?pt_BR? Leia mais no Oficina da Net: Como traduzir o wordpress para português.css) is not within the allowed path(s): (E:/Inetpub/vhosts/andmonpugs.com.br\;C:\Windows\Temp\) in E:\Inetpub\vhosts\andmonpugs.com.br\httpdocs\blog\wp-includes\theme.php on line 222


O estilista Clodovil Hernandez é filho adotivo de Isabel e Domingos Hernandes, ambos imigrantes espanhóis. Por isso, ele não tem certeza sobre suas origens. Segundo sua certidão, nasceu em Elisiário, cidade próxima a Catanduva e a São José do Rio Preto interior de São Paulo, em 17 de junho de 1937.
O costureiro descobriu que era adotado aos 11 anos, mas nunca contou nada aos pais.
É formado em magistério e chegou a dar aulas para crianças.
Começou a costurar quando era jovem, fazendo roupas com retalhos para as bonecas das irmãs e primas.
Estudou o primário em um colégio interno dirigido por padres em Monte Aprazível (SP). Nessa época, um dos professores o apelidou de “Jacques Fath”, nome de um famoso costureiro francês, por causa de sua mania de desenhar vestidos. O codinome não pegou porque os outros garotos não conseguiam pronunciá-lo. Clodovil recebeu fama e carinho da sociedade brasileira a partir dos anos 60 com a profissão de estilista, ou melhor “costureiro”, como eram chamados os criadores de moda da época. Aos 17 anos, ganhou um concurso e teve um vestido seu confeccionado e publicado nas páginas da revista “Radiolândia”.

Clodovil decidiu tentar a sorte em São Paulo (SP), foi bancado por Hélio Duarte Dias, prefeito de Mandaguari (PR), cidade onde morava. O político comprou sua passagem de avião e deu dinheiro para as depesas iniciais, com a vontade de estudar Filosofia, mas seu gosto pelo desenho falou mais alto. Logo, começou a vender seus esboços para as lojas de moda e arranjou um emprego em uma butique sofisticada, local em que Dener, outro estilista famoso na época, já havia trabalhado. Já no início da carreira, ainda jovem, Clodovil conquistou muitos prêmios e agradou a imprensa especializada, com seu talento e desenho solto, cheio de estilo. Talvez tenha se originado aí a rivalidade com Dener, que havia chegado primeiro ao cenário da moda nacional e viu seu trono ameaçado. Apesar de criativo e ousado, Dener tinha um desenho duro e sem charme, que evidentemente não podia ser comparado aos traços seguros e livres de Clodovil. Pelo que se comenta, no começo da carreira, Clodovil era agradável e simpático, o que o ajudou a conquistar o coração de muitas senhoras poderosas da sociedade paulista, que não se adaptavam ao estilo dramático e personalista de Dener.

Com retrato seu pendurado ao fundo, Clodovil ajustaum de seus                                     modelitos para a coleção do ano de 1963

Elke Maravilha usando uma das criações do estilista  Clodovil Hernades

Clodovil deixou de trabalhar como estilista depois de fechar o ateliê que mantinha em São Paulo, nos anos 1990. Trinta anos antes, o estilista foi reconhecido com o Agulha de Ouro, prêmio dado pela extinta indústria Matarazzo. Clodovil trabalhou com moda de ateliê, vestidos de noiva e modelitos sob medida. Porém, não se limitou à moda da alta sociedade paulista e também deu espaço para o jeans, bolsas e acessórios.

“Cló″ com todo o seu carisma e inteligência que o tornaram popular quando participou do programa de perguntas “8 ou 800″, da Globo, respondendo sobre Dona Beija, personagem polêmica que inspirou novela de mesmo nome na extinta TV Manchete. Sua empatia com o público e sua facilidade no desenho ainda o levaram ao ar no “TV Mulher”, programa em que desenhava modelos exclusivos para cada telespectadora, solucionando pequenos dilemas pessoais. “Querido Clodovil, minha filha vai se casar à noite e preciso de um modelo que fique bem em mim. Tenho 50 anos, pele e cabelos claros e estou um pouquinho fora da forma, etc. e tal.”, dizia dona Celina, do Tatuapé. E lá ia ele, com um desenho rápido e gostoso, fácil e demodê, resolver o problema dela e de outras brasileiras em apuros fashion. Clodovil tinha orgulho de poder compartilhar sua “finesse” com o povão, como ele mesmo gostava de deixar claro. Desta maneira, foi ganhando a confiança de milhares de fãs, que o viam compartilhar o cenário com um “requintado” arranjo de flores.Passando da moda para o estilo de vida, e do estilo de vida para a vida alheia, tornou-se um palpiteiro profissional, cheio de opiniões, que achava que sabia de tudo. Abusando do lugar-comum e do pensamento retrógrado, foi conquistando a confiança de uma população carente por ser ouvida e, ao mesmo tempo, necessitada de fórmulas prontas e soluções “fast food”.

Clodovil foi um dos pilares do que se chamou “alta-costura brasileira”, numa época em que a indústria têxtil prosperava no país e a reduzida alta sociedade se espelhava nos modos europeus, enquanto a nação vivia uma das fases mais duras da política nacional. Com uma história da moda raquítica como a nossa, é uma pena que tenhamos perdido o talentoso “costureiro” Clodovil, figura importante para o desenvolvimento da criação da moda e do estilo nacional, para o palpiteiro “Clodovéia”, como costumava chamá-lo o Macaco Simão, apelido do colunista José Simão, da Folha de S. Paulo.

Consagrado como estilista nos anos 60 e 70, foi convidado a trabalhar na televisão, onde também virou moda, permanecendo por mais de quarenta anos. Clodovil foi apresentador de vários programas em diversas emissoras.

Clodovil, Deputado Federal e sua Cerimônia de posse Nas eleições de 2006, Clodovil se candidatou a deputado federal e conseguiu se eleger com 493.951. Foi o terceiro candidato mais votado do estado de São Paulo. Na cerimônia de posse, o deputado compareceu com um traje inusitado: terno creme, sapato marrom e branco, chapéu e bengala. Segundo ele, o traje representava uma “saudade” que ele sentia do passado do País.                            Quando eleito, Clodovil declarou que Brasília não seria mais a mesma. Ao assumir o mandato, gastou cerca de R$ 200 mil na reforma de seu gabinete, que foi decorado com sofás brancos forrados em seda rústica e estampados com o brasão da República de linho bordado em ponto cheio. Um dos quadros retrata o próprio deputado com seus cães. Entre os objetos que decoram o lugar está uma cobra esculpida, que foi batizada por Clodovil com o nome Marta.

Clodovil e algumas de suas últimas polemicas

Em maio de 2007, no embarque em um vôo de Brasília para São Paulo, Ao ser acomodado em um assento mais ao fundo do avião, Clodovil gritou com os comissários e disse que não aceitaria ser realocado. Depois de bater boca com os funcionários da empresa porque não conseguiu sentar na primeira fileira de assentos da aeronave, o deputado deixou o vôo debaixo de vaias e sentou no acesso ao terminal 8 de embarque do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, impedindo que outros passageiros entrassem no local. Depois de muita confusão, ele foi detido e interrogado pela Polícia Federal.                                                                               Em abril de 2008, o deputado afirmou que as mulheres se tornaram “vulgares e siliconadas”, razão pela qual ele não estaria mais costurando para elas. A declaração foi dada momentos antes de ele se encontrar com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que ele entrevistou para seu programa na TV JB, emissora na qual teve uma rápida passagem. Na seqüência, a deputada Cida Diogo (PT-RJ) pediu uma retratação ao parlamentar. No mês seguinte, Clodovil teve um bate-boca com Cida em plena sessão na Câmara. Segundo testemunhas, ele teria dito que ela era “tão feia que não poderia nem ser prostituta”. Ele admitiu ter sido “cruel” durante a discussão, mas disse que não pediria desculpas pelos termos utilizados. No entanto, acabou pedindo desculpas às mulheres.

Clodovil passava por problema financeiros e perde tudo antes de morrer

Segundo a advogada, Maria Hebe Pereira de Queiroz relatou ao G1 que, no entanto Clodovil não tinha nenhum bem atualmente e passava por dificuldades financeiras – do salário de R$ 16,5 mil, recebia R$ 7 mil líquidos por conta de pagamento de empréstimo consignado em folha de pagamento. As dificuldades financeiras teriam começado em 2004, segundo Maria Hebe, que conta que Clodovil não tinha nenhum imóvel ou bem atualmente. Morava em Brasília, num apartamento funcional. Quando ia a São Paulo, ficava em casa de amigos, e tinha permissão federal para uso de uma casa em área de preservação ambiental em Ubatuba, no litoral de São Paulo.

“Ele não tinha nada, estava passando necessidades. Ele nunca foi um deputado de tramoia, pode falar dele o que quiser menos isso. (…) O Clodovil gastava muito, ele dizia que não tinha juízo. Ele sempre foi descontrolado”, afirmou. Segundo Maria Hebe, o deputado perdeu recentemente um apartamento em São Paulo por conta de dívidas de condomínio e impostos. Além de perder o imóvel, ele precisou financiar o restante dos débitos. “Ele estava totalmente sem dinheiro. Dívidas de IPTU fizeram acordo e ele pagou a última parcela há pouco tempo. Ele cumpriu direitinho e pagou tudo.”

Ela contou que, certa vez, a própria advogada teve de pagar custas de apelação de um processo judicial. “Antes, ele ganhava muito bem, era bem pago, mas sempre teve vida de gasto. Nunca teve problemas financeiros, mas de uns anos para cá vinha com dificuldades muito sérias. Durante a eleição, um dia ele não tinha dinheiro para comer. Ele não tinha nada. Tinha amigas, que tinham carinho muito grande por ele.”

“Pugs andmon, um verdadeiro e ilustre sonho de se ter um Pug”

Clodovil Hernandes passa por problema de saúde

Clodovil já havia apresentado problemas de saúde em setembro do ano passado, quando foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Oswaldo Cruz, na capital paulista, após sofrer uma embolia pulmonar. Em agosto de 2008, o deputado havia passado por uma cirurgia, no mesmo hospital, para tratar um problema urológico. O O problema surgiu como seqüela da retirada de um câncer de próstata, descoberto por Clodovil em 2005, quando ainda trabalhava como apresentador de TV. No dia 05 de junho de 2007, o parlamentar sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) na Câmara dos Deputados. Ele foi levado ao Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde permaneceu internado por seis dias.

18 de Março de 2099 – Morte de Clodovil Hernandes

18h50, no dia 17 de março de 2009. Anunciado a morte do deputado Clodovil Hernandes, sofreu outro AVC no dia 15 e, após um período de internação, teve morte cerebral constatada na tarde do dia 17 de março.

O líder do PR, deputado Sandro Mabel (PR-GO) disse que o velório de Clodovil será realizado apenas em São Paulo. A idéia inicial da assessoria do deputado era que o corpo fosse velado também em Brasília, no Salão Negro do Congresso.
Mabel se reuniu com assessores de Clodovil segundo ele, o corpo seguiria para São Paulo às 9h da manhã da quarta feira dia 18, em um avião da Aeronáutica solicitado pela Câmara. O velório ocorreu por volta das 11h e o enterro no final da tarde, no cemitério do Morumbi (Zona Sul). A morte cerebral foi constatada pelos médicos às 15h45. O boletim médico divulgado logo cedo já dizia que o quadro clínico do deputado permanecia de “extrema gravidade”. O parlamentar sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) e foi encontrado caído ao lado da cama na segunda-feira dia 16.

A paixão por Pug

O estilista, apresentador e deputado federal Clodovil Hernandes tinha uma paixão muito grande por seus a animais, segundo ele em entrevista com a Luisa Mell apresentadora da Red TV no Late Show. Clodovil comenta sobre sua paixão e os motivos por ter a raça “amo meus Pugs são meus verdadeiros amigos e companheiro, amo todos eles e especialmente a Castanhola, da raça pug”.                                                                                                                                                        Entre outras coisas, ele comentou que seus animais, agora curados, permaneceram internados por dois meses, para serem tratados de uma doença chamada leishmaniose, adquirida depois de serem picados por mosquitos, em Ubatuba.

“Gastei 9 mil reais para salvá-los. Preferia que me matassem, a ter que sacrificá-los”, disse Clodovil, reiterando o seu amor pelos cães que, segundo afirma, até dormem em sua cama.

“Eles dormem comigo, não tenho medo de pegar doenças.” Clodovil gostava de dizer que Castanhola salvou sua vida duas vezes, quando estava com sérias dificuldades financeiras e pensou em se matar. Numa das situações, contou ele, a cachorrinha Castanhola ‘Pug” apareceu em uma visão, impedindo que ele cometesse uma besteira e outra quando o funcionário que encontrou Clodovil caído em seu quando, segundo ele o funcionário só entrou no quarto porque estava na hora de dar o remédio de Castanhola, que dormia com junto ele, quando o funcionário entrou no quarto a cachorrinha estava inquieta tentando despertar a atenção do funcionário para que ele visse Clodovil caído.
Clodovil tinha ainda outros quatro cachorros da mesma raça em Ubatuba, além de três pastores alemães. Que também serão doados.

Após a morte de Clodovil Hernandes seus cães é adotados por amigos

Os cinco cachorros da raça pug do estilista e deputado federal Clodovil Hernandes, que moravam com ele na mansão da Praia do Léo, em Ubatuba, ganharam novas famílias. Os Pags Castanhola, Antônio, Carmem e Zeca foram adotados por amigos de Clodovil. ”Antes de morrer, uma das maiores preocupações dele era saber com quem ficariam os cãezinhos”, conta o assessor Klaus Agabiti, que agora é o novo dono de Castanhola, a favorita do deputado. O outro cachorrinho, Pandeiro, por equívoco acabou em mãos erradas, de uma pessoa que não era tão amiga de Clodovil, e foi para o Chile.

Na mansão ainda ficaram três pastoras-alemãs – Festa, Alegria e Felicidade – de 7 meses. Como ainda estão sendo adestradas, ninguém se ofereceu para tomar conta delas.

ANDMON PUGS, apaixonados por Pugs, e por essa belíssima historia de uma pessoa tão especial e apaixonada pelos animais.

Clodovil Hernades como o Canil Andmon Pugs era e é apaixonados por Pugs.

Por isso, criamos nossos pequeninos como se fossem verdadeiras Joias, ráras e únicas. Nossos Pugs são criados de uma forma diferenciada visando todo o tratamento que a raça necessita.

Reserve Já o seu… PUG ANDMON… criado especialmente pra você:   www.andmonpugs.com.br

****Quer ver sua historia de vida ou sua loucura que já fez para ter um Pug escrita aqui, nos mande por e-mail a historia, fotos,  autorizando a divulgação, que o canil Andmon Terá o prazer de contar e divulgar ela aqui ****

www.andmonpugs.com.br

Apaixonados por Pugs.

Um comentário para este post.

  1. admin says:

    só a Andmon Pugs consegue ter os melhores Pugs do Brasil e futuramente do Mundo.

    Obrigado Andmon por ter um filhotinho de vocês aqui conosco, amamos e somos apaixonados por ele.


Especial Pugs “1º

“IMPORTANTE” Lembrar sempre. Seu bebe, Não sebe nadar, por tanto cuidado ...

Especial Pugs "Tempe

Pug - com seu temperamento tranquilo é considerado um cão ...

Andrey Virgilio, Pro

Conheça um pouco mais do Jovem Empresario de 30 anos ...

Especial Pug "Exerc

Exercícios pra Pug: Neste especial, falaremos sobre Exercícios físico pra raça ...

Especial Dicas "Como

Dobrinhas Faciais/Limpeza: A limpeza dessas dobrinhas ou rugas assim conhecida por ...

acasalamento andmon andmon pugs andmon pugs o melhor canil de pug do mundo andrey animais animais de estimação brasil Bulldog Inglês cachorro campinas canil canil andmon canil andmon pugs canil de pug canil de pugs canil pug carlin clodovil compra de Pug Criação criação de pug Cães filhote filhotes filhotes a venda filhotes de pug Inglaterra melhor canil melhor canil de pug melhor canil em criação de pug melhor canil em criação de pug do mundo pug pug andmon pug andmon o melhor canil em criação de pug pug a venda pugs pugs andmon raça raças rio preto sao jose do rio preto sao paulo vende se pug Yorkshire Terrier